Posted inArtigos

Como proteger sua rede Wi-Fi

Com a pandemia o trabalho home office se tornou uma realidade e com isso você precisa estar atento se sua rede é  segura. Mas, junto com essa mudança, deve pensar na segurança de sua rede. Afinal, seus dados, de sua empresa, colaboradores e clientes podem estar ali, descobertos. E um dos alvos favoritos de criminosos é a rede sem fio. Problemas na conexão da sua rede Wi-Fi, como lentidão, podem ser um sinal de que pessoas não autorizadas estão utilizando a sua internet.

Mas mesmo que esses problemas não estejam acontecendo na sua casa, é importante proteger seu Wi-Fi. Afinal, o compartilhamento de redes sem fio dá acesso a uma série de informações dos nossos dispositivos. Para manter a rede Wi-Fi segura e livre de invasores, existem algumas configurações e medidas simples que podem ser adotadas. A maioria dos ajustes de segurança está presente nos roteadores domésticos, o que facilita a implementação dessas ferramentas. 

Vamos às dicas sobre como proteger sua rede Wi-Fi:

1. Mude a senha do seu roteador

Se você está utilizando a senha original que veio no roteador de Wi-Fi ou, simplesmente, não usa qualquer senha, temos uma má notícia: certamente alguém pode estar interceptando a sua internet! O lado bom é que dá para mudar a senha de um jeito bem fácil.

Assim que o técnico fizer a instalação do roteador e todos os testes para verificar que a rede está funcionando perfeitamente, siga os passos abaixo:

  • Descobrindo o endereço do roteador: Se estiver no Windows, na barra de pesquisa de programas, digite “cmd” e na tela preta que abrir, digite: ipconfig e aperte o ENTER. Em seguida procure o número do IP do “Gateway Padrão”. Geralmente é um dos endereços padrão: 192.168.0.1, 192.168.1.1, ou 192.168.15.1, ou 10.0.0.1
  • Acesse o navegador de internet do seu computador e digite 192.168.0.1 na barra de endereços. Você será direcionado para o painel de administração do roteador;
  • Faça login. Normalmente o usuário é “admin” e a senha “password”, mas é importante verificar esses dados junto à operadora; (geralmente está no próprio modem/roteador).
  • Clique na opção de configurações, que pode estar nomeada como “Interface Setup” ou “Basic Settings”;
  • Clique em “Wireless” ou “Sem Fio”;
  • Altere o nome da rede para um código único que somente você saiba, em vez de usar o nome do roteador, seu nome ou o da sua família ou residência; escolha preferencialmente a conexão com o protocolo WPA2, e em seguida insira sua nova senha, de preferência sendo esta uma frase de mais de 12 caracteres, contendo números e caracteres especiais como #$*.
  • Clique em “Salvar”.

2. Crie uma senha de alto grau de segurança

De nada adianta trocar a senha se ela for igual ao nome da rede ou tiver uma combinação muito simples. Criar uma senha complexa é fundamental para dificultar a vida de possíveis invasores.

Evite senhas como o nome do filho, da mãe ou de outro parente, datas de aniversário e endereços.Use letras minúsculas e maiúsculas, números e caracteres especiais. Uma boa dica é pensar em uma frase que só faça sentido para você e usar apenas a primeira letra de cada palavra para formar a senha. Caso você tenha dificuldade em criar uma senha forte use um gerador de senhas.

Por exemplo: “Eu amo beber suco de maracujá” = Eabsdm ou gF#qAT$vay7k9hKRrS   (gerador de senhas)

Aproveite para trocar algumas letras por caracteres semelhantes. Eabsdm pode virar [email protected] Bem melhor que 123456, não é mesmo?

3. Proteja a rede contra exibição para terceiros

Sabe quando você vai se conectar e aparece uma lista com o nome de redes disponíveis na área? Você pode garantir que a sua não seja exibida.No painel do roteador, desative a opção SSID Broadcast. Essa dica é interessante porque muitos invasores utilizam programas para descriptografar senhas e acessarem a rede de outras pessoas.

Se a sua rede não aparecer, não haverá nem tentativa de acesso não permitido.

4. Mantenha o roteador atualizado

Em alguns casos, a falha na segurança pode ser resolvida com a atualização do roteador. Como os fabricantes fazem ajustes constantes nos mecanismos de proteção, isso ajuda a proteger sua rede.A maioria dos dispositivos tem atualização automática. Se esse não é o caso, basta fazer a atualização no painel de administração do dispositivo e baixar o arquivo firmware se essa opção não estiver disponível no seu painel.

5. Controle os dispositivos que podem acessar sua rede

Mesmo com uma senha segura e a desativação do SSID Broadcast, invasores com muito conhecimento de tecnologia ainda podem conseguir uma brecha de acesso à rede dos vizinhos.

Se você tem sentido certa lentidão na conexão ou oscilação do sinal, verifique quais dispositivos estão acessando sua internet e faça a gestão desses aparelhos.

Basta seguir este passo a passo:

  • Acesse o painel do roteador com seu login e senha;
  • Verifique os dispositivos que estão conectados na aba “Rede Wi-Fi”;
  • Digite o MAC dos dispositivos que você quer bloquear, acessando as configurações.

Você vai encontrar esse dado na pasta de rede local do seu computador.

6 – Ative o firewall do roteador

Grande parte dos aparelhos possui um firewall, que define algumas regras de segurança para acessar determinados dados. É uma maneira bastante simples e efetiva, pois o sistema já consegue barrar tentativas de ataques, instalação de malwares e outras atividades suspeitas. Se quiser saber mais sobre como os firewalls funcionam.